Contagem regressiva! Datas para ficar de olho no mundo Bitcoin

Contagem regressiva! Datas para ficar de olho no mundo Bitcoin
10 de julho de 2017 admin

Texto traduzido por: Allex Ferreira
Autor: Aaron van Wirdum

Originalmente publicado em:
https://medium.com/@allexferreira/contagem-regressiva-datas-para-ficar-de-olho-no-mundo-bitcoin-1393f47c1c52

3 DE JULHO DE 2017

O crescente debate público sobre o Bitcoin está entrando em uma fase crucial. Duas das propostas mais populares disponíveis hoje — BIP148 e SegWit2x — pretendem desencadear a ativação do Segregated Witness (“SegWit”) dentro de um mês, o que significa que a atualização do protocolo pode entrar no ar em dois meses.

Ao mesmo tempo, há um risco muito real de que o Bitcoin fique dividido. Tanto o BIP148 quanto o SegWit2x poderão divergir do protocolo de Bitcoin atual, que pode resultar em divisões subsequentes.

Aqui está uma lista de datas para os meses de julho, agosto e posteriores que devem ser observadas com atenção.

Resumo: Ativação do Segregated Witness

Em primeiro lugar, um breve resumo sobre o Segregated Witness e seus métodos de ativação potenciais.

O SegWit é uma atualização de protocolo compatível com versões anteriores originalmente proposto pela equipe de desenvolvimento Bitcoin Core. Ele é o ponto central do roteiro de escalabilidade suportado pelo Bitcoin Core desde que a atualização do protocolo foi proposta pela primeira vez em dezembro 2015, e foi implementado em muitos nós ativos do Bitcoin na rede atual. O SegWit também é, agora, parte do “Acordo de Nova York”: um roteiro de escala alternativa forjado entre um número significativo de empresas do Bitcoin, incluindo muitos mineradores. E o Bitcoin Improvement Propostal 148 (Proposta de Melhoria do Bitcoin), ou BIP148, um soft fork ativado pelo usuário (UASF) programado para 1o de agosto, também pretende ativar o SegWit.

A diferença reside na forma como a ativação deve acontecer.

A primeira opção, a original, foi proposta pela equipe de desenvolvimento Bitcoin Core. Seu código SegWit, definido pelo BIP141, é ativado se 95 por cento da potência de hash em um único período de dificuldade de cerca de duas semanas indica prontidão. Partindo do princípio de que os mineradores que indicam prontidão estão realmente prontos para a atualização, os riscos de uma divisão na blockchain e moeda do Bitcoin são mínimos.

No entanto, atualmente apenas cerca de 40 a 45 por cento da potência de hash está indicando prontidão para o BIP141. É por esse motivo que um segmento dos usuários do Bitcoin planeja ativar o SegWit com o BIP148 UASF. A partir de 1o de agosto, seus nós rejeitarão todos os blocos que não indicarem prontidão para o BIP141. Se esta proposta for apoiada por qualquer maioria de mineradores (por potência de hash), esses mineradores devem sempre reivindicar a maior cadeia válida, o que deve ativar o SegWit em todos os clientes do Bitcoin prontos para o SegWit e evitar uma divisão. Porém, se esta proposta for apoiada apenas por uma minoria de mineradores, a “cadeia BIP148” pode se separar do protocolo atual.

O Acordo de Nova York, também chamado de “Acordo Silbert” ou “SegWit2x”, planeja ativar o SegWit por meio do BIP91. Como o BIP148, todos os nós do BIP91 rejeitariam quaisquer blocos que não indicarem prontidão para o BIP141. Porém, ao contrário do BIP148, os nós do BIP91 fariam isso apenas quando 80 por cento de potência de hash indicar que são compatíveis com BIP91, em um período de cerca de dois dias. Isso também deve minimizar a possibilidade de uma divisão.

No entanto, a segunda etapa do Acordo de Nova York é um hard fork para duplicar o tamanho do bloco de base do Bitcoin. Esta alteração, ao contrário do próprio Segregated Witness, não é compatível com versões anteriores e pode, assim, resultar também em uma divisão.

Também ocorre o fato de os mineradores sinalizarem a intenção de apoiar o Acordo de Nova York, porém isso não faz sentido real e será ignorado para efeitos deste artigo.

Agora, quanto às datas…

 

 

 

14 de julho: Implantação do BTC1

O software cliente que resultou do Acordo de Nova York é um fork do código base do Bitcoin Core, chamado “BTC1”. O software beta BTC1 foi lançado em 30 de junho. Porém, de acordo com o roteiro SegWit2x, 14 de julho é o dia em que os signatários do Acordo de Nova York devem realmente instalar o software beta BTC1 e testá-lo por conta própria.

Isso não deve afetar muito os usuários regulares ou mineradores.

21 de julho: Sinalização de Início do BIP91

A equipe de desenvolvimento do SegWit2x espera que 21 de julho seja o dia em que os nós do BTC1 entrem em operação e, o mais importante, o dia em que a sinalização de mineradores deve começar.

Isso também não deve afetar os usuários regulares.

Porém, se você é um minerador, talvez seja melhor ajudar a ativar o SegWit sinalizando prontidão para o BIP91. (Isso é feito por meio da mineração de blocos “bit 4”; por exemplo, fazendo a mineração com BTC1 ou software do Bitcoin que inclua um patch do BIP91).

23 de julho (inicialmente): Bloqueio do BIP91

O limite preciso para a ativação do BIP91 exige que, em uma série predefinida de 336 blocos, 269 devem indicar prontidão. Isso representa cerca de 80 por cento da potência de hash, cerca de 2 1/3 dias. Assim, assumindo que o roteiro do SegWit2x seja seguido, o BIP91 poderia, inicialmente, ser bloqueado em 23 de julho.

Novamente, isso não deve afetar os usuários regulares.

Porém, se você for um minerador e o BIP91 for ativado, você terá agora mais um ou dois dias para atender ao soft-fork do BIP91. Se não o fizer, você corre o risco de fazer a mineração de blocos inválidos.

25 de julho (inicialmente): Ativação do BIP91

Em 25 de julho, outros 336 blocos depois do bloqueio, o BIP91 pode efetivamente entrar em vigor. Quaisquer blocos que não indicarem prontidão para o SegWit (conforme o BIP141) serão agora rejeitados.

Isso não deve afetar os usuários regulares.

Porém, se você for um minerador, você deve, agora, fazer a mineração de blocos e apenas sobre blocos que indicarem prontidão para SegWit (BIP141). Caso contrário, você corre o risco de ter seus blocos rejeitados por uma maioria de potência de hash.

29 de julho: Primeiro prazo do BIP91

Se os mineradores de Bitcoin desejarem evitar uma divisão na blockchain e moedas do Bitcoin, em 29 de julho vence um primeiro prazo para eles.

Para garantir que o BIP91 do BTC1 seja ativado em tempo útil para ser compatível com o BIP148, ele deve ser bloqueado neste dia, no máximo, digamos antes das 08:00 UTC. (Na costa leste dos EUA, estamos falando de 4h da manhã). Quanto antes, melhor: Quanto mais próximo do prazo de bloqueio do BIP91, maior o risco de ele não ser ativado em tempo hábil.

Se o BIP91 não tiver sido ativado até essa data, o Bitcoin poderá muito bem estar em uma posição de divisão da cadeia.

Se isso acontecer, e se você for um usuário regular e ainda não estiver preparado para uma potencial divisão da cadeia de BIP148 UASF, você terá dois dias para fazê-lo. E você deve realmente fazê-lo. Este artigo explica como.

Se o BIP91 não tiver sido ativado até 29 de julho e você for um minerador, você terá agora dois dias para decidir sobre qual cadeia fará a mineração em 1o de agosto: na cadeia do BIP148 ou na cadeira original (“Legacy”).

31 de julho: Prazo do BIP141

Tecnicamente, 31 de julho é o segundo prazo dos mineradores para evitar uma divisão.

Neste dia (UTC), o mais tardar, o BIP91 deve ser ativado ou o BIP141 bloqueado. Em outras palavras, se o BIP91 não for bloqueado em tempo, haverá um período de duas semanas difícil, no qual 95 por cento da potência de hash indicará suporte ao SegWit.

Na realidade, a chance de que 31 de julho coincida com o dia de encerramento para um período de dificuldade é pequena. E mesmo que seja, é pouco provável que demore até esse dia para determinar se o limite de 95 por cento será atingido.

Dessa forma, tanto usuários quanto mineradores devem estar preparados para uma potencial divisão, como explicado para 29 de julho. Porém, 31 de julho é a sua última chance de ficar preparado.

1o de agosto: Ativação do BIP148

Este é o dia em que o BIP148 é ativado, o que o torna o terceiro e último prazo para os mineradores evitarem uma divisão.

No dia 1o de agosto, às 00:00 UTC (observe que ainda é 31 de julho nos EUA), todos os nós do BIP148 passarão a rejeitar quaisquer blocos que não indiquem prontidão para o SegWit (conforme o BIP141). Se o BIP141 do Bitcoin ou o BIP91 do BTC1 forem bloqueados e/ou ativados em tempo, não deverá haver divisão da cadeia.

Se nenhum dos dois tiver acontecido, a maioria dos mineradores (por potência de hash) tem agora uma última chance para evitar uma divisão da cadeia: dando suporte ao BIP148. Isso garantiria que eles reivindicassem a cadeia mais longa válida, de acordo com todos os nós de Bitcoin atuais, e ativaria o SegWit por meio do BIP141.

Se o BIP141, BIP91 ou BIP148 não atraírem potência de hash suficiente até 1o de agosto, mas o BIP148 ganhar algum impulso, a cadeia poderá se dividir neste dia. Se isso acontecer, haverá dois tipos de “Bitcoin”, os quais vamos chamar de “Bitcoin 148” ou “148BTC” para o lado BIP148 da divisão, e “Bitcoin Legacy” ou “LegacyBTC” para o outro lado. Essa divisão deve ser resolvida com o tempo se o Bitcoin 148 reivindicar, em algum momento, a cadeia mais longa, mas esse não é o foco deste artigo.

Se você tem bitcoin (ou seja: chaves privadas) no momento da divisão, deverá ter automaticamente tanto 148BTC quanto LegacyBTC. Porém, para acessar os dois tipos, você precisará provavelmente fazer o download de novo software. Dito isso, se você for um usuário regular, é melhor suspender, inicialmente, toda e qualquer transação, pelo menos até que a situação fique mais clara. Se não fizer isso, poderá perder dinheiro! (Para obter mais informações, consulte este artigo).

Se ocorrer uma divisão e você for um minerador, você já deverá saber, neste momento, sobre qual cadeia fará a mineração. (É claro que você ainda poderá mudar a qualquer momento. Pode ser simplesmente uma questão de fazer uma mineração sobre a cadeia mais lucrativa, por exemplo).

4 de agosto: Potencial lançamento do Bitcoin ABC

Embora a data final ainda não esteja marcada, 4 de agosto poderá ser a data de introdução de um novo “Bitcoin”: o Bitcoin ABC.

A Bitmain, uma importante fabricante de hardware de mineração de Bitcoin, anunciou recentemente que se o BIP91 não for ativado antes de 1o de agosto e o BIP148 estiver apresentando sinais de vida depois de 1o de agosto, a empresa lançará um “plano de contingência”. Mais recentemente, a implementação de incorporar este plano de contingência — chamada “Bitcoin ABC”– foi anunciado na conferência “Future of Bitcoin”.

O Bitcoin ABC compartilhará uma história comum com o Bitcoin até 1o de agosto, mas, durante os dois primeiros dias depois disso, terá provavelmente mineração privada da Bitmain. Também incluirá várias novas regras e protocolos incompatíveis e, talvez, o mais importante, um aumento do limite de tamanho de bloco.

Se você tiver bitcoins no momento da divisão — 1o de agosto, 00:00 UTC — você também deverá ter “Bitcoin ABC”. Mas você pode, nesse caso, precisar fazer o download de software para ser capaz de enviar (e receber) as moedas. Mais informações serão provavelmente fornecidas se este evento ocorrer.

Se você for um minerador, deverá ser capaz de fazer mineração de Bitcoin ABC em 4 de agosto. (E, talvez, antes).

15 de agosto: Potencial mudança de prova de trabalho do BIP148

Embora esta data também não seja definitiva, 15 de agosto poderá ver a introdução de ainda outro tipo de “Bitcoin”, que vamos chamar de “NewPoW Bitcoin” ou “NewPoWBTC”.

Como um UASF, o fork do BIP148 de 1o de agosto será efetuado inicialmente por usuários, não mineradores. Os usuários começarão rejeitando quaisquer blocos que não indicarem prontidão para o SegWit (conforme o BIP141). Isso deve incentivar os mineradores a seguir a cadeia BIP148 (idealmente até o ponto em que é a única cadeia restante). Porém, ainda não está comprovado que isso realmente acontecerá. Até o momento, poucos mineradores indicaram publicamente que apoiarão o UASF.

Se o apoio dos mineradores ao 148 Bitcoin permanecer baixo, (alguns de) seus usuários poderão optar por implementar um hard fork para alterar o algoritmo de prova de trabalho. Isso expulsaria o grupo de mineradores existentes, tornando obsoleto seu hardware de mineração ASIC especializado no lado BIP148 da divisão e poderá abrir portas para novos mineradores — possivelmente decentralizando mais uma vez o panorama da mineração para usuários domésticos, com CPUs ou GPUs. (Pelo menos temporariamente).

Um “grupo de trabalho” de BIP148 aberto em um subcanal do “Bitcoin Core Community” está trabalhando nos detalhes a serem propostos. Porém, parece que se, até 15 de agosto, menos de 15 por cento da potência de hash fizer a mineração em 148 Bitcoin, esse hard fork será implantado. Isso tornará a divisão com “Legacy Bitcoin” definitiva. Também poderia, tecnicamente, resultar em outra divisão na parte do Bitcoin 148, se alguns dos seus usuários recusarem se juntar ao hard fork que muda o algoritmo de prova de trabalho.

Se você for um usuário regular e proprietário de bitcoin no momento da divisão de 1o de agosto e não gastar nada até 15 de agosto, você deverá também ter NewPoWBTC. Se você comprar ou ganhar 148BTC entre 1o de agosto e 15 de agosto, deverá ter (também) NewPoWBTC.

Porém, se você gastar bitcoins em qualquer lado da divisão, isso não é tão certo. Novamente, se quiser ser cauteloso, não faça nenhuma transação até que a situação fique mais clara. (Para obter mais informações, consulte este artigo).

Se você é um dos poucos mineradores que estava fazendo mineração em 148 Bitcoin com o hardware ASIC, pode ser interessante, agora, determinar um uso diferente para seu hardware — ou desativá-lo completamente. Isso depende obviamente da possibilidade ou não de ainda ser rentável fazer a mineração de 148BTC ou qualquer outro.

E, é claro, qualquer um já deve ser capaz de fazer a mineração em NewPoWBTC sem hardware ASIC especializado.

Segunda metade de agosto: Bloqueio de SegWit

Se os mineradores evitarem uma divisão através do BIP141, BIP91 ou BIP148, o SegWit deverá fazer o bloqueio na segunda metade de agosto. Isso poderá se revelar um não acontecimento se ocorrer através de BIP91 ou BIP148, pois, nesse ponto, seria esperado e não mudaria nada para ninguém.

Porém, o que o bloqueio significa é que todos os clientes prontos para o SegWit começarão a aplicar as novas regras no próximo período de dificuldade: depois de outras duas semanas. Se você for um usuário regular e quiser usar os novos recursos ou quiser manter o máximo da segurança, terá agora duas semanas para atualizar para o software que aplica o SegWit.

Se uma divisão da cadeia não puder ser evitada, a situação poderá se tornar mais complexa. Em meados de agosto, poderia haver potencialmente um, dois, três ou talvez até quatro “Bitcoins”: “148 Bitcoin”, “NewPoW Bitcoin”, “Bitcoin ABC”, além do “Legacy Bitcoin”.

No momento em que este artigo está sendo escrito, é difícil prever qual é a melhor opção nesta situação. Para um usuário regular, é sempre melhor manter suas chaves privadas e, provavelmente, é melhor não fazer nenhuma transação até que a situação se resolva, de uma maneira ou de outra. (Para obter mais informações, consulte este artigo).

Para um minerador, provavelmente, é melhor simplesmente fazer a mineração da cadeia mais rentável.

Final de agosto a meados de setembro: Ativação do SegWit

Se uma divisão de cadeia for evitada, o SegWit deverá ser ativado neste momento. Se você estiver executando um cliente compatível neste momento, você poderá começar a desfrutar dos novos recursos enquanto mantém o máximo da segurança.

Se uma divisão da cadeia não tiver sido evitada, a situação será provavelmente ainda muito complexa para previsões.

Final de outubro a meados de novembro: Hard Fork do SegWit2x

No final deste ano (até potencialmente o início de 2018), a parte de hard fork do SegWit2x deverá ocorrer. Para ser exato, esse hard fork é ativado em clientes BTC1 três meses depois do bloqueio do SegWit. Esta ativação significa que um “bloco base” maior que 1 megabyte deve ser extraído, tornando os clientes do BTC1 incompatíveis com todos os clientes do Bitcoin que não tenham o código de hard fork implementado.

Neste momento, parece quase certo que nem todos mudarão seu software para ser compatível com este hard fork. A comunidade de desenvolvimento do Bitcoin, em particular, rejeitou quase que unanimemente a proposta, enquanto várias empresas indicaram suas intenções de não apoiar a mudança, e nem todos os usuários parecem estar de acordo também. Assim, isso pode resultar em outra divisão da cadeia. Em teoria, isso poderia levar ao quinto “Bitcoin”, embora pareça pouco provável que ainda haja quatro “Bitcoins” até lá.

A Revista Bitcoin anunciará como lidar com esta situação como um usuário regular perto da data de implantação.

Se você for um minerador e estiver executando apenas o cliente BTC1 para ajudar a ativar o SegWit sem nenhuma intenção de apoiar o hard fork, certifique-se de voltar para um cliente não-BTC1 nesse momento.

Este artigo será atualizado conforme houver mais notícias.

traduzido do artigo da Bitcoin Magazine

https://bitcoinmagazine.com/articles/countdown-segwit-these-are-dates-keep-eye/

Traduzido por Aliança Traduções
Barão