Português English

Glossário

GLOSSÁRIO

A B C D E F G H I J K L M N O P Q R S T U V W X Y Z

A

Altcoins

Termo usado para se referenciar às demais criptomoedas além do Bitcoin.

B

Bitcoin

  • É a mais famosa criptomoeda, que foi criada no fim de 2008, a partir da publicação do Whitepaper: Bitcoin: A Peer-to-Peer Electronic Cash System, assinado por Satoshi Nakamoto.
  • O Bitcoin é uma rede que congrega muitos novos paradigmas, é um novo modelo de sistema financeiro que preza pela eliminação da necessidade de intermediários para as trocas financeiras, ou seja, um sistema no qual as trocas podem ser feitas diretamente de pessoa para pessoa (P2P).
  • Bitcoin com letra maiúscula faz referência ao sistema como um todo e bitcoin escrito com letra minúscula, faz referência à unidade financeira que é trocada nesse sistema.

bitcoin

Bitcoin com letra maiúscula faz referência ao sistema como um todo e bitcoin escrito desta forma, com letra minúscula, faz referência à unidade financeira que é trocada nesse sistema.

Bitcoin Cash

  • Resulta de um hard fork do Bitcoin.
  • Propôs aumentar o tamanho dos blocos para 8mb e a ideia era que com o aumento dos blocos seria possível aumentar o número de transações por segundo e dessa forma se resolveria o problema da escalabilidade.

Blockchain

  • Blockchain foi, inicialmente, associado à infraestrutura tecnológica do Bitcoin.
  • No entanto, esse conceito se expandiu e, atualmente, é utilizado para tratar de modo amplo das infraestruturas semelhantes que derivaram da usada no sistema Bitcoin e são utilizadas para os mais diversos fins.

Block Explorers

  • São instituições que criaram mecanismos de leitura do blockchain do Bitcoin e outros blockchains.

BTC

  • É o mesmo que bitcoin, geralmente usado em âmbito especulativo.

C

CBDC - Central Bank Digital Currencies

  • São moedas digitais emitidas por bancos centrais, ou seja, com respaldo legal. Há planos de que possam ser, pelo menos parcialmente, inspiradas em criptomoedas.

Coinbase

  • É a transação que registra a recompensa que um Nó minerador do sistema Bitcoin recebe pela validação de um bloco.
  • É a única forma de criação de bitcoins, sendo que há um limite máximo de emissão de bitcoins, de 21 milhões de unidades inteiras.

Corda

  • O Corda foi criado em abril de 2016 pelo consórcio R3, que é sediado em NYC e tem mais de 200 membros e parceiros dos setores público e privado.
  • Inspirado no blockchain do Bitcoin, surgiu para otimizar essa tecnologia e utilizá-la no ambiente do sistema financeiro tradicional, mas já evoluiu para diversos outros mercados.
  • Atualmente, a infraestrutura Corda pode ser dividida em três diferentes soluções: uma rede permissionada corporativa contratada através da R3; um software que pode ser contratado como um produto; infraestrutura open-source, mantida pela comunidade em conjunto com a R3.

Criptoativo

  • É um gênero amplo que abarca tudo aquilo que representa, ou é uma coisa, ou direito, emitido e/ou registrado e/ou transacionado em uma estrutura Blockchain, ou mais amplamente em uma DLT – distributed ledger technology.

Criptografia

  • É uma ciência, derivada da ciência matemática, que se esforça para que as mensagens sejam entendidas apenas pelo destinatário e remetente.
  • De algum modo, embaralha-se a mensagem que será enviada, e após recebida, o destinatário faz o processo de decodificação dela para ter acesso ao seu conteúdo.

Criptografia Assimétrica

  • É uma ciência, derivada da ciência matemática, que se esforça para que as mensagens sejam entendidas apenas pelo destinatário e remetente.
  • De algum modo, embaralha-se a mensagem que será enviada, e após recebida, o destinatário faz o processo de decodificação dela para ter acesso ao seu conteúdo.

Criptografia Simétrica

  • Tipo de criptografia que utiliza apenas uma chave, ou seja, a mesma chave utilizada para criptografar a mensagem é a chave que irá decodificá-la.

Criptomoeda

  • Uma espécie de criptoativo, que tem a função de moeda. Ou seja, (1) de meio de troca de valores, (2) unidade de conta; e/ou (3) reserva de valor, ainda que não seja reconhecido legalmente.
  • Exemplo de criptomoedas – Bitcoin; Monero; Zcash; Litecoin.

Cypherpunk

  • É um grupo de pessoas, um movimento, que tinha como missão proteger a privacidade das pessoas.
  • O movimento surgiu em meados dos anos de 80/90 e naquela época já discutiam a proteção dos dados pessoais, acreditando na criptografia como meio de garantir liberdade, privacidade e algumas mudanças sociais, políticas e econômicas.

D

DAO - Descentralized Autonomus Organization

  • Termo que nasceu diretamente associado às redes descentralizadas (DLTs), em particular ao Ethereum.
  • São organizações completas, que operariam de forma descentralizada e automatizada.

De-Fi

  • É uma sigla, que significa Decentralized Finance, ou, finanças descentralizadas em português.

DFC - Digital Fiat Currencies

  • Também são chamadas de CBDC – Central Bank Digital Currencies.
  • São moedas digitais emitidas por bancos centrais, ou seja, com respaldo legal.

Distributed Ledger

  • Livro-razão distribuído.
  • É um conceito de registro de informações, de forma distribuída, em uma rede onde cada participante (Nó) carrega todas as informações. É diferente dos modelos tradicionais, nos quais há um agente centralizador responsável pela coleta e organização das informações.

DLT - Distributed Ledger Technology

  • São todas as tecnologias baseadas no conceito de Distributed Ledger, ou livro-razão distribuído.
  • Foram inspiradas no Blockchain do Bitcoin, mas são uma proposta com um apelo mais voltado para empresas e indústrias aprimorarem seus processos de troca de ativos e dados em geral.

E

Esquema Ponzi

  • Esquema criminoso pelo qual alguém promete a outros determinada quantia de retorno financeiro, fingindo que o retorno advém de algum projeto empresarial, quando na verdade o esquema precisa sempre de novos entrantes (que pagam para entrar) para pagar o retorno prometido aos antigos.
  • Recebe esse nome por conta de Charles Ponzi, que foi o primeiro grande golpe com repercussões mundiais.
  • O golpe é mais sutil que a pirâmide.

Ethereum

  • É uma rede descentralizada, inspirada no Bitcoin (mas separada e diferente dele), que visa trazer novas funcionalidades, com foco na exploração desta nova estrutura como uma nova base de internet, para aplicações descentralizadas – dApps.
  • Um de seus criadores, Vitalik Buterin, compara a rede Ethereum com um smartphone, onde haverá vários aplicativos diferentes.

Exchanges

  • As exchanges são as intermediárias do mercado, funcionam como uma espécie de corretora, realizando a ponte entre quem quer comprar e quem quer vender criptomoedas.

F

Fork

  • Fork significa bifurcação. Um fork acontece quando há falta de consenso na rede, gerando uma divisão na rede original em duas novas, de modo que alguns Nós continuam seguindo o mesmo protocolo e com o mesmo software, e outros Nós seguem com protocolo e/ou softwares diferentes.
  • O Bitcoin Cash é um exemplo de fork.
  • Podem ser Soft Fork – mudança compatível com o software atual dos Nós da rede; ou Hard Fork – um upgrade que introduz uma nova regra, que não é compatível com as versões anteriores dos Nós da rede.

G

Gasto duplo (double spending)

  • Se você envia uma foto do seu computador para alguém, você continua com a foto e a pessoa que a recebeu também. Este era um problema dos arquivos digitais, pois não se podia individualizá-los.
  • No sistema financeiro tradicional, para a troca de dinheiros em ambiente digital, resolve-se o gasto duplo em modelo centralizado. Se você tem 100,00 reais no banco e gasta 10,00, o banco vai atualizar as informações do sistema para não permitir que você gaste os “mesmos” 10,00 novamente, então agora você só terá 90,00.
  • O Bitcoin conseguiu resolver o problema do Gasto Duplo para um arquivo digital em um ambiente de governança descentralizada. Então, se você transferir 1 bitcoin para outra pessoa, você perde aquele bitcoin e a outra pessoa fica com 1 bitcoin a mais, e após as informações da rede serem validadas pelo consenso, você não conseguirá gastar de novo aquele 1 bitcoin.

H

Halving

  • É o fenômeno que atualiza a quantidade de bitcoins que remunerarão o Nó minerador vencedor do processo de mineração.
  • A cada halving, a coinbase diminui pela metade e, ao longo do tempo, tende a zero.

Hash

  • Uma função criptográfica, muito utilizada no protocolo Bitcoin.
  • É como se fosse um funil, onde você pode inserir qualquer informação digital, e ele retornará uma resposta com tamanho fixo.
  • Ele tem três características importantes: não é possível fazer o caminho inverso, isto é, a partir de um Hash achar a informação original; qualquer alteração na informação de entrada altera completamente o Hash de saída; duas entradas diferentes nunca gerarão o mesmo Hash.
  • Por isso, é um ótimo mecanismo de autenticação de informações.

Hyperledger

  • Foi criado em 2015, por um conjunto de firmas que uniram seus recursos para desenvolver as tecnologias em blockchain, sem se limitar a uma indústria em específico. O maior endossante é a IBM.
  • O Hyperledger abriga um conjunto de softwares e infraestruturas open-source que servem para desenvolvedores de todo o mundo criarem soluções em blockchain para as empresas de diversos setores.

I

ICO - Initial Coin Offering

  • Ofertas iniciais de moedas.
  • Foi o primeiro termo utilizado quando empresas queriam oferecer ao mercado projetos e ideias, dando aos investidores tokens que valiam um direito sobre o projeto, e, em troca, receber das pessoas, criptomoedas.
  • O ano de 2017 passou por um grande boom de ICOs, onde surgiram inúmeros projetos em blockchain visando financiamento via ICO.

IEO - Inicial Exchange Offering

  • É o oferecimento de um projeto, tipo um ICO ou STO, só que feito dentro do ambiente de uma Exchange.
  • O grande benefício é que os autores do projeto terão fácil acesso ao público da Exchange.

L

Libra

  • É um projeto de Stablecoin criado por um consórcio entre grandes players do mercado.
  • O facebook não é o dono do projeto, mas a ideia do Libra é poder ser utilizado entre os utilizadores do facebook.
  • O Libra passou a se chamar Novi.

M

Método das partidas dobradas

  • É um método contábil de organização de informações.
  • Foi esse método que inspirou a forma de organização das informações no sistema Bitcoin, com a diferença de que na rede Bitcoin os dados ficam em um livro-razão distribuído (Distributed Ledger) e nos métodos contábeis tradicionais o livro-razão pertence a apenas um agente.

Método de consenso

  • É o protocolo escolhido por uma rede blockchain/DLT para se alcançar o consenso na hora de validar novas transações e criar novos blocos.
  • Ex: Proof of Work e Proof of Stake.

Mineração

  • É o processo de validação das transações em uma rede Blockchain seguido de criação de novos blocos de informação, representando o registro de transações pelo sistema.

Mineradores

  • São os Nós da rede Blockchain responsáveis pela criação de novos blocos de informação, representando o registro de transações pelo sistema.

Moeda fiat

  • É a moeda fiduciária, emitida por bancos centrais nos diversos países.
  • Como o Dólar, Real, Euro, Lira Turca, etc.

N

Nick Szabo

  • É o nome por trás da ideia dos smart contracts. Ele idealizou, por volta de 1994, uma forma de se automatizar acordos humanos, via código de programação.
  • Sua ideia era retirar a necessidade de intervenção para cumprimento de um acordo previamente estabelecido.

Nós (Node)

  • São computadores que baixaram o sistema Bitcoin na máquina.
  • São os verdadeiros agentes de uma rede descentralizada responsáveis por armazenar as informações de toda a rede e de fazerem a validação das transações, através de algum método de consenso pré-estabelecido.
  • Cada Nó pode ter função diferente, mas não há hierarquia entre eles.

P

Payment Token

  • Neste glossário e contexto, pode ser igualado ao conceito de criptomoeda.

Peer-to-peer (P2P)

  • Significa a conexão direta entre pares numa rede.
  • Uma transação P2P ocorre quando um usuário da rede consegue passar algum valor a outro usuário, sem que seja necessária a intervenção de algum terceiro centralizador.

Pirâmide Financeira

  • O significado de pirâmide é muito próximo do significado de Esquema Ponzi.
  • É um esquema criminoso pelo qual alguém promete a outros determinada quantia de retorno financeiro, fingindo que o retorno advém de algum projeto empresarial, quando na verdade o esquema precisa sempre de novos entrantes (que pagam para entrar) para pagar o retorno prometido aos antigos.
  • A diferença é que, nas pirâmides, quem chama outras pessoas para o esquema ganha algo com isso, por exemplo um retorno financeiro maior. No caso dos esquemas Ponzi isto normalmente não é tão claramente expressado, nem a promessa de retorno. Fica mais implícito.

Problema dos generais bizantinos

  • A expressão problema dos generais bizantinos remete ao problema de se garantir consenso e veracidade em comunicações dentro de uma rede sem que seja necessário depender da confiança dos agentes da rede.

Proof of stake

  • Proof of stake significa Prova de participação e ocorre da seguinte forma: é necessário fazer uma prova de participação (quantidade de tokens) para poder criar novos blocos e validar transações ocorridas na rede.
  • Os Nós interessados em fazer a validação vão separar uma quantidade de moedas e travá-las dentro de uma conta e o minerador será escolhido por sorteio – quanto maior a quantidade de moedas, maior a chance de ser escolhido.
  • A ideia é que quanto maior a quantidade de moedas do minerador, menor vai ser a sua intenção de fraudar a rede, pois isso seria maléfico para ele.

Proof of work

  • Protocolo de consenso pelo qual é necessário realizar uma prova de trabalho que é difícil de executar, mas é fácil de verificar.
  • É o protocolo de consenso utilizado na rede Bitcoin, em que a tarefa é encontrar um certo Hash, sendo que o grau de dificuldade varia de acordo com a competição entre os mineradores que estão competindo.
  • Por exemplo: cubo mágico

S

Sandbox Regulatório

  • É uma iniciativa realizada por agentes reguladores para criar um ambiente de experimentação em conjunto com empresas de determinado mercado (geralmente são mercados totalmente disruptivos), visando elaborar e atualizar novas regulações sem inviabilizar novos negócios.

Satoshi Nakamoto

  • Pseudônimo criador do Bitcoin. Satoshi Nakamoto foi o nome que assinou o whitepaper do Bitcoin, no final de 2008, porém sua verdadeira identidade não foi revelada até hoje.

Security Token

  • É o token que tem natureza de “Security”, ou valor mobiliário em português.
  • No Brasil, o conceito de valor mobiliário está definido no art. 2º, da Lei 6.385/1976.

Smart Contracts

  • Smart contracts são uma ferramenta para estruturar regras em códigos de programação, registradas em uma rede distribuída do tipo blockchain e/ou DLT, de modo que, ao acontecer um evento pré-combinado, ocorrerá automaticamente um certo fluxo de criptomoedas/tokens também pré-determinado.

Stablecoin

  • É uma criptomoeda privada que confia em algum mecanismo para garantir sua estabilidade, visando espelhar moedas fiduciárias ou minimizar a volatilidade de seu preço.
  • Podem ser colateralizadas – a estabilidade é garantida por lastro em ativos como alguma moeda estatal, uma cesta de moedas, uma commodity; ou não-colateralizadas – a estabilidade é trabalhada por algoritmos.

STO - Security Token Offering

  • Representa um projeto que busca investimento no mercado, oferecendo em contrapartida tokens para quem quiser investir no projeto, e se reconhece como sendo uma “Security”, valor mobiliário em português.
  • Isto significa dizer que este tipo de projeto pretende cumprir a regulação de valores mobiliários, estando sujeito à fiscalização da respectiva autoridade, a CVM, no Brasi; a SEC, nos EUA; etc.

T

Token

  • É uma representação, em bits e bytes, de um ativo físico.

Tokenomics

  • Termo que se refere ao novo paradigma econômico de digitalização de ativos físicos.
  • Ativos físicos são “tokenizados”, isto é, recebem um token (uma identidade digital, em bits e bytes) que equivale somente àquele ativo.

Transação

  • É um evento que pretende alterar o status sobre as informações relacionadas ao Bitcoin. Por exemplo, uma criação de bitcoin é uma transação; uma troca de bitcoin também é uma transação.

U

Utility Token (Token Utilitário)

  • Token que assegura ao seu detentor um direito sobre o projeto, mas não se configura como valor mobiliário.
  • Por exemplo, um token que permite comprar um produto que será lançado no futuro, com um desconto.

V

Vitalik Buterin

  • Co-fundador do sistema Ethereum. Fez parte do desenvolvimento do Bitcoin, e teve a ideia de criar uma infraestrutura separada do Bitcoin para trazer novas funcionalidades, com foco na exploração desta nova estrutura como uma nova base de internet, para aplicações descentralizadas – dApps.

W

Wallet / Carteiras

  • No contexto das criptomoedas, as carteiras são, em sentido amplo, instrumentos de armazenagem de criptomoedas, que podem ser online ou física
  • Em sentido estrito, são instrumentos para armazenagem das chaves de acesso.

Whitepaper

  • O termo Whitepaper não surgiu no ecossistema das criptomoedas. Era utilizado para apresentar determinado problema, trazendo suas principais causas e uma proposta de solução.
  • No ecossistema das criptomoedas, não fugindo muito do conceito inicial, é o documento base de lançamento de um projeto, que vai conter basicamente o escopo do projeto, o protocolo (conjunto de regras), bem como diversas especificações técnicas.

Z

Zcash

  • Criptomoeda que surgiu de um fork do Bitcoin, que aporta camadas adicionais de ferramentas criptográficas para proteção à privacidade financeira de seus usuários.