Português English

IPFS e a Internet Descentralizada

IPFS e a Internet Descentralizada
22 de May de 2020 zweiarts

IPFS e a Internet Descentralizada.

Por Thiago Padovan

Por mais que pareça em alguns momentos que a internet seja uma rede P2P (Peer-to-Peer), ou seja, uma rede que permite que todos os pontos conectados a ela falem diretamente com todos os outros pontos da rede, na verdade, quando a analisamos mais de perto, não é bem isso que acontece.

A internet nos dá a percepção de que falamos ou enviamos arquivos diretamente para outras pessoas, porém, entre você enviar um mensagem e o outro ponto recebê-la, existe uma grande infraestrutura tecnológica de comunicação controlada por órgãos reguladores, associações, provedores, empresas e governos que podem e acabam intervindo em muitos momentos.

De forma bem resumida, a internet funciona basicamente em um sistema conhecido por modelo cliente/servidor.

Quando você solicita alguma ação via internet, essa solicitação irá consultar um servidor que possa devolver a resposta àquela solicitação.

Portanto, a internet se moldou na criação de construção de grandes servidores para armazenamento e direcionamento das informações.

Mais recentemente ainda, vimos as famosas nuvens ganharem muito espaço no mercado já ultrapassando a capacidade de armazenamento de arquivos digitais frente ao armazenamento pessoal, que era maior em quantidade até poucos anos atrás. Alguém aí utiliza pendrive? e HD Externo? Com os serviços de nuvem cada vez mais baratos e fáceis de utilizar, esses hardwares ficaram limitados a usos bastante específicos.

Todo esse sistema funciona muito bem ao que se propõe, porém, deixa a desejar quando o assunto é privacidade e segurança. Você já se perguntou a quem pertence todos esses serviços de nuvem? Não é a toa que são muito baratos, eles atraíram uma grande quantidade de usuário e…. seus dados.

Por tudo isso, esses servidores são muito visados e se tornam pontos vulneráveis da rede que podem sofrer ataques e, como são centralizados (tem um dono) também podem sofrer intervenção estatal, quem se lembra de quando um juiz conseguiu tirar do ar o whatsapp aqui no Brasil?

Será que é possível um sistema mais seguro pensando na privacidade como premissa?

Isso é o que propõe o protocolo IPFS (InterPlanetary FileSystem), um modelo descentralizado de armazenamento e consulta de informações na internet.

Ao invés do sistema tradicional, esse modelo propõe que os arquivos sejam guardados em milhares de computadores.

O que está sendo proposto utilizando esse protocolo?

– Domínios de internet a prova de censura;

– Sites e Blogs que não podem ser retirados do ar;

– Plataformas de conteúdos que dão mais controle ao usuário.

Poderoso, não é mesmo?

Sabemos que existem grandes desafios de implementação pela frente, mas precisamos ficar de olho, pois a proposta tem um imenso potencial de impacto.

Enquanto isso, conheça mais sobre esse protocolo:

https://ipfs.io/